© 2019 por Viva Produções.

Semeando Sustentabilidade – Recuperação Florestal

Publicado em 1 de agosto de 2012

Temas

  • Meio Ambiente

Duração

Abr/12 a abr/15

 

Objetivo

Recuperação florestal de 160 ha de áreas nos municípios de São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra

 

Localidade

Matas ciliares em propriedades rurais de ambos os municípios e enriquecimento florestal de áreas dentro do Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Santa Virgínia

 

Metas

- Recuperação de 40 ha de mata ciliar em propriedades rurais

- Enriquecimento florestal de 120 ha dentro do parque

- Implantação e monitoramento de parcelas amostrais nas áreas de plantios

- Capacitação de 30 produtores na área de produção de mudas, sementes e manejo

agroecológico de áreas/viveiros

- Divulgação e comunicação do projeto

 

Resumo

O Projeto Semeando Sustentabilidade – recuperação florestal propõe a recuperação de

160 hectares de floresta distribuídos em matas ciliares de produtores rurais de São Luiz do

Paraitinga e natividade da Serra e dentro do Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Santa

Virgínia. Da área total, 40 há serão em matas ciliares, sendo 20ha de plantio total e 20ha de

isolamento de áreas e 120ha dentro do parque, dos quais 45 há com semeadura a lanço de

sementes de juçara e 75 há com plantio de mudas de espécies nativas. A previsão dos plantios

das beiras dos rios ou nascentes deverão iniciar em novembro de 2012 e terão manutenção de

2 anos. Já os plantios do parque iniciarão em outubro de 2013.

 

Serão realizadas oficinas de apresentação do projeto na região para cadastramento de

produtores interessados. Após a equipe fará visitas e seleção das áreas que receberão os

plantios. Com isso, será possível a realização de diagnóstico das áreas a serem recuperadas no

qual constará histórico de ocupação e uso do solo, possíveis fatores de degradação, definição

preliminar das técnicas de recuperação e coleta de solo para análise. Este diagnóstico será

subsidiado por mapas georreferenciados de todas as áreas selecionadas.

 

Com o diagnóstico, a equipe técnica junto com produtores definirão o projeto técnicos das

áreas e calendário para implantação da recuperação e posterior, manutenção dos plantios.

 

Serão realizadas reuniões periódicas com os produtores para avaliação dos plantios. Além

da implantação de um conselho gestor do projeto composto pela equipe técnica do projeto,

produtores e parceiros no intuito de avaliar e acompanhar as ações do projeto.

 

Nas áreas de recuperação serão implantadas parcelas amostrais dos plantios para

monitoramento das intervenções. Este atividade prevê o acompanhamento do crescimento

e desenvolvimento das mudas, taxas de mortalidade, incremento das áreas, entre outras

informações. Serão contratados estagiários vinculados a Universidade para realização desta

atividade.

 

O projeto prevê a contratação de mão-de-obra local para realização dos serviços de plantio,

manutenção e cercamento das áreas, contribuindo para a geração de trabalho e renda as

comunidades rurais envolvidas direta ou indiretamente com a ação. Aliado a isto, está prevista

a aquisição de mudas e sementes deste projeto dos viveiristas fomentados pela Akarui ao

longo de 5 anos de trabalho na região. São 6 viveiros que produzirão mudas no sistema

orgânico, com tratos culturais naturais.

 

Será realizado um curso de capacitação modular com foco em desenvolver técnicas de

manejo e recuperação da floresta com base nos princípios da agroecologia aliada à geração

de alternativas de trabalho e renda para a comunidade local. São previstas 30 vagas. Os

participantes receberão certificado ao final do curso. Além disso, são previstas ações

de divulgação e comunicação do projeto com banners, folhetos, outdoor, boné e placas

de identificação nas áreas de plantio. E notícias semanais do projeto no site da akarui:

www.akarui.org.br

 

Este projeto tem início em junho de 2012 e término em junho de 2015 e recebe o patrocínio

do BNDES. Para saber mais, acesse o link BNDES.GOV.BR.

 

Público –alvo

Produtores rurais de São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra

 

Parceiros

Fundação Florestal/SMA

Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Santa Virgínia

Prefeitura Municipal de São Luiz do Paraitinga

Associação Projeto Corredor Ecológico do Vale do Paraíba

Produtores rurais de São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra

 

Patrocinador

BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Parceiros: 

Associação Corredores Ecológicos do Vale do Paraíba

BNDES

Fundação Florestal

Prefeitura da Estância Turística de São Luiz do Paraitinga

LOGO-AKARUI.png